Primeira resposta da Semob

Na manhã do dia 16/09/2013, 5 dias após darmos entrada em um pedido de informação na Semob, recebemos uma ligação da SEGEO, Seção de Geoprocessamento e Estatística. Eles nos informaram que ainda naquele dia nos seria enviado um arquivo contendo a geolocalização de todas as paradas de ônibus da cidade e perguntaram em qual formato que nós queríamos esses dados.

No pedido que fizemos, além das paradas de ônibus nós também requisitamos os itinerários das linhas de ônibus, mas nesta mesma ligação eles disseram que esses dados não existiam em formato digital. Segundo eles, tudo é feito de forma manual e só agora eles contrataram pessoas para digitalizar esses dados (itinerários das linhas) em um novo sistema.

No final da tarde o email deles chegou, enviado a partir do endereço segeo_semob@hotmail.com. Em anexo, 2 arquivos contendo os mesmos dados (as paradas de ônibus) em 2 diferentes formatos: KMZ e shapefile. Os arquivos enviados encontram-se disponíveis na página Transporte Público.

O formato KMZ pode ser aberto no Google Earth, enquanto que o shapefile normalmente é usado em programas específicos de geoprocessamento, como o ArcMap (parte do ArcGIS) ou a ferramenta gratuita QGIS.

Entretanto, ao usar os arquivos em ambos formatos, tanto na base de mapas do Google quanto na base do Open Street Map, as paradas ficaram um pouco fora de lugar em relação ao mapa.

Paradas de ônibus com base de mapas do Google. Fonte das paradas de ônibus: arquivo enviado pela Semob.

Paradas de ônibus com base de mapas do Google. Fonte das paradas de ônibus: arquivo enviado pela Semob.

Infelizmente não temos nenhum conhecimento na área de geoprocessamento e não podemos concluir se o problema está na base de dados ou na forma como os importamos. Iremos tentar entrar em contato com alguém para nos ajudar a corrigir esse problema. Caso você tenha interesse em nos auxiliar, mande um email!